Passear com seu cão não é um mimo! É uma necessidade física e mental.

“Um cachorro que não passeia regularmente tem uma vida tão estressante quanto um passarinho que não pode voar. Nenhum cachorro gosta de viver sozinho, trancado dentro de casa. Não é do instinto deles ficar parado o dia todo. Na natureza, eles caminham quilômetros em matilhas todos os dias para encontrar comida e marcar o território.” afirma Wellington Abreu, gerente de operações da TDE.

Muitas pessoas somente tiram seu Pet de casa para consultas ou exames e acham que eles podem ser felizes passando a vida “trancados dentro de casa”.

Um apartamento é apenas um grande canil

“Para eles, uma casa ou um apartamento é apenas um grande canil. Quanto mais tempo ele passa dentro de casa, mas ele acumula energia e começa a morder chinelos, sapatos e móveis. E uma tentativa de gastar a energia acumulada.”, acrescenta Wellington.

É por isso que quando os cachorros ouvem a palavra mágica “passear” ficam contentes e eufóricos. É o momento de sair de casa, brincar, fazer amigos e explorar seus instintos no mundo ao seu redor. É um grande equivoco acreditar que brincadeiras exaustivas levarão o cão a um estado de relaxamento.

Brincar não significar passear

“Com uma energia agitada, ao invés da energia calma de um bom passeio, certamente o cão ficará cansado, porém eufórico. Você deve brincar diariamente com seu cão, mas não para substituir o passeio”, complementa Wellington.

Alguns cães podem ter sido confinados durante tanto tempo que sentem medo para sair de casa.

“Em casos extremos, cães que não tem nenhum tipo de contato com a natureza, com outros cães ou com outras pessoas perdem significativamente seus instintos e tornam-se depressivos e infelizes, potencializando uma série de doenças físicas e psicológicas causadas pelo sedentarismo e pelo isolamento que podem e devem ser tratadas e superadas”, afirma Wellington.

Quando você deve passear com seu cão

Especialistas recomendam passear com o cão todos os dias, mas a falta de tempo muitas vezes torna isso difícil.

“Experimente incluir seu melhor amigo nas rotina de sua vida, sempre que possível. Leve ele para passear com você na praia, no shopping, no parque, na pousada ou para um almoço em família. Hoje em tinha existem muitos locais e serviços que permitem a integração do cão nos momentos de lazer.”, afirma Wellington.

E sempre que vier a preguiça, lembre-se: um cachorro que passeia constantemente é um cachorro muito mais feliz, equilibrado, saudável e mais “verdadeiramente cachorro”!

Levar seu cão junto com você para passear é fundamental para equilíbrio psicológico e pode trazer benéficos físicos, ajudando tanto ele quanto você a manter a forma e a boa saúde!

Imagine a seguinte situação e reflita

Tranque-se no seu quarto por 48 horas. Coloque uma garrafa de água quente e um prato de comida fria. Quando precisar fazer suas necessidades, faça nos cantos da parede, próximo ao local onde você vai dormir.

Achou ruim? Pois é, têm cães que vivem assim a vida inteira e nós vemos isso diariamente.

Cachorro, seja de raça ou vira lata, comprado, adotado ou resgatado, não nasceu para ficar preso.

Quando optamos por ter um cão, devemos ter noção da responsabilidade em prover amor e carinho e isso está relacionado a liberdade. A liberdade é um requisito fundamental para a felicidade.

Cães presos a vida inteira sofrem permanentemente.

Eles podem apresentar lesões pelo corpo, que fica constantemente em contato com o solo, podem ficar doente pela exposição à chuva, ao sol, ao frio e ao calor, a parasitas e a doenças.

Eles são forçados a comer, dormir, urinar e defecar no mesmo lugar.

Cães presos ficam entediados, sentem-se solitários, ansiosos, medrosos e podem se tornar cães instáveis ou até fortemente agressivos como resultado da constante frustração que vivencia por não poder explorar o ambiente.

 

Agora você já sabe os benefícios de passear com seu cachorro e quão importante isso é para a saúde e bem-estar dele.

Então, para onde você vai com seu pet hoje? A gente leva vocês!